O tablóide popular da cidade de Guarulhos SP

Dezembro vermelho: Prevenção, assistência, proteção e promoção dos direitos das pessoas infectadas com o HIV

 

Dezembro vermelho, sim, mais um mês com uma campanha que visa buscar os olhares da população em geral para um grupo específico de pessoas desta vez são os portadores do vírus HIV, Aids ou da IST (Infecções Sexualmente Transmissíveis). No último dia 1 de dezembro foi o dia mundial da luta contra a Aids. Criado em 1987 pela Assembleia Mundial da Saúde com o apoio da Organização Mundial da Saúde (ONU). O símbolo da campanha também é um laço, assim como nas campanhas outubro rosa e novembro azul. O laço foi incluído como símbolo em 1991 nos Estados Unidos pelo Visual Aids, grupo de atores de Nova Iorque, que queriam homenagear amigos que morrem ou estavam morrendo devido às complicações da Aids. A cor vermelha do laço tem ligação com a cor do sangue e o laço foi inspirado no laço amarelo que honrava os soldados da Guerra do Golfo.

O dezembro vermelho foi criado no Brasil em 2017 e traz temas dentro de assistência, prevenção, tratamento, direitos e demais questões ligadas a pessoas infectadas com o HIV -Vírus da Imunodeficiência Humana.

Dentro dos estados de São Paulo, cerca de 4 mil unidades de saúde estão promovendo ações para campanha com teste gratuitos e ações extramuros - fora das unidades de saúde e mais próximo da população.

A Aids é uma doença infecciosa causada pelo vírus HIV, sua contaminação ocorre por via sexual, contato com objetos contaminados, transmissão vertical (mãe para filho durante a gestação, parto ou durante a amamentação) a principal forma de conter a transmissão é a prevenção. O uso de preservativo durante as relações sexuais é considerado uma das barreiras mais eficazes contra vírus.

Existem métodos que são menos trabalhados, mas que também fazem parte do Programa Nacional de DST/ Aids, o método é PEP (Profilaxia Pós - Exposição) que consiste em tomar medicações até 72 horas após a exposição uma situação de risco outra forma é a prevenção combinada que consiste em usar medicamentos que diminuem a carga viral do HIV, o que reduz a chance de uma pessoa soropositiva a transmitir o vírus para outra pessoa durante a relação sexual ainda podemos citar a Profilaxia Pré- Exposição (PREP) que se trata do uso preventivo de medicamentos antes da exposição ao vírus, reduzindo a probabilidade de infecção. Somente para reafirmar o preservativo é peça fundamental para prevenção e continuará sendo.

O HIV tem seu período de incubação prolongado ou seja os sintomas demoram a se manifestar, esse vírus começa sua ações destruindo as células do sistema imunológico conhecidas como células brancas Muitas pessoas infectadas com vírus demoram até uma década para manifestar-se os sintomas que normalmente são febre sem infecção aparente, erupções cutâneas, aumento do tamanho dos linfonodos, a não descoberta da infecção pelo vírus pode trazer ao indivíduo o desenvolvimento da Aids, por isso que dizem quem tem pode não ter Aids, mas quem tem Aids com certeza tem o HIV. A Aids provoca no indivíduo infecções que chamamos de oportunistas e são essas infecções que podem levar à morte.

Com a evolução dos estudos e dos medicamentos para o combate ao HIV trouxeram um melhor prognóstico e uma maior expectativa de vida para todos os portadores do vírus.
  
Se você ficou exposto a alguma situação de risco procure um posto de saúde para ser orientado a qual o próximo passo, os testes para HIV são gratuitos, o que podemos adiantar é que existem CTA - Centros de Testagem e Aconselhamento na cidade de Guarulhos e para maiores informações tem também o disque saúde (136) que funciona 24 horas por dia 7 dias na semana e a ligação é gratuita, e informe!

Cuidem-se

Especialista em urgência e emergência e gestão de pessoas.

Share:

Nenhum comentário:

Arquivo do blog

Mais recentes