O tablóide popular da cidade de Guarulhos SP

Grávida infectada pelo covid-19 dá à luz a bebê com anticorpos contra a doença

 
Uma mulher de Singapura que estava grávida quando foi infectada pelo coronavírus em março deu à luz um bebê com anticorpos contra a doença.

O bebê, que nasceu este mês, não tem Covid, mas apenas anticorpos contra o vírus, noticiou o jornal "Straits Times" neste domingo (29), citando a mãe.

Celine Ng-Chan, de 31 anos, teve doença leve e recebeu alta do hospital após duas semanas e meia, disse o jornal.

A Organização Mundial de Saúde afirma que ainda não se sabe se uma mulher com Covid-19 pode transmitir o vírus ao feto ou ao bebê durante a gravidez ou parto.

Até o momento, o vírus ativo não foi encontrado em amostras do fluido que fica ao redor dos bebês durante a gestação, bem como no leite durante a gestação.

Médicos na China já relataram num estudo a detecção e a diminuição ao longo do tempo de anticorpos de Covid-19 em bebês nascidos de mulheres com coronavírus.

A transmissão do coronavírus de mães para recém-nascidos é rara, relataram médicos do Irving Medical Center da Universidade de Nova York, em outubro, no periódico "JAMA Pediatrics"
.

Share:

Brasil registra 51.922 novos casos de Covid-19 e 587 novas mortes


O Brasil registrou neste sábado 51.922 novos casos de coronavírus, o que eleva o total de infecções confirmadas no país a 6.290.272, informou o Ministério da Saúde.

Também foram notificados 587 novos óbitos em decorrência da Covid-19, com o total de mortes pela doença no Brasil atingindo 172.561, acrescentou a pasta.

O Brasil é o segundo país com maior número de mortes por coronavírus no mundo, atrás apenas dos Estados Unidos, e o terceiro em casos, abaixo dos EUA e da Índia.

Na quinta-feira, o ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, disse que os dados da pandemia no Brasil sinalizam um “repique” em algumas regiões em termos de contaminação e mortes, acrescentando que esse movimento é “mais claro” no Sul e Sudeste.

Neste cenário, todas as atenções estão voltadas para a possibilidade de vacinação contra a doença no ano que vem. Na sexta-feira, Francieli Fantinato, coordenadora do Programa Nacional de Imunizações, disse que neste momento o governo está verificando quais são os públicos mais vulneráveis em relação à Covid-19 para ajudar na definição dos grupos prioritários no momento em que houver uma vacina disponível.

“Nós temos ainda os objetivos da vacinação já definidos, que é reduzir a morbidade, a mortalidade e também atender às pessoas mais expostas ao vírus”, disse a coordenadora em entrevista coletiva.

“Neste momento nós não temos uma capacidade mundial de produzir vacina para toda a população brasileira. Então nós temos quantidade limitada de vacina, e portanto nós precisamos definir esses objetivos para poder direcionar a nossa estratégia de vacinação”, acrescentou.


Share:

Cartórios já podem autenticar documentos por meio digital


Os cartórios brasileiros já podem autenticar documentos por meio eletrônico. O novo serviço possibilitará a certificação de cópias de forma online pelo
 site.

A novidade vem para complementar a digitalização de outros serviços que já estavam sendo prestados na plataforma de atos notoriais eletrônicos chamada e-Notoriado. Entre eles, assinaturas digitais de escrituras, procurações por videoconferência, atas notariais e testamentos, bem como separações e divórcios extrajudiciais.

Segundo o Colégio Notarial do Brasil (CNB), órgão responsável por gerir o módulo da Central Notarial de Autenticação Digital (Cenad), o novo recurso permite “a materialização e a desmaterialização” de autenticações em diferentes cartórios. Dessa forma, torna mais rápido o envio do documento certificado para pessoas ou órgãos, além de verificar de forma segura a autenticidade do arquivo digital.

A Cenad foi é o único meio nacional válido para a autenticação digital de documentos. Para tanto, será necessária a apresentação de um documento originalmente físico, junto a algum cartório de notas, para que ele seja digitalizado para, então, ser enviado para autenticação.

Segundo a presidente do CNB, Giselle Oliveira de Barros, o novo procedimento permite ao usuário trabalhar com o documento eletrônico, mas com segurança jurídica.

“Após o documento ser autenticado pela Cenad, ele pode ser enviado eletronicamente (emailwhatsapp ou qualquer outra ferramenta) a órgãos públicos ou pessoas físicas e jurídicas para a concretização de negócios, tendo o mesmo valor que o documento original, físico ou digital, apresentado pelo cidadão”, informou.

Como acessar o serviço

Para acessar esse serviço, “o usuário deve solicitar a autenticação digital a um tabelionato de notas de sua preferência e enviar o documento por e-mail, caso o original seja digital. Se o documento a ser autenticado for físico, é necessário levar o impresso ao cartório para digitalização e autenticação.

Ao receber o documento por meio da plataforma, que segue as normas de territorialidade para distribuição dos serviços, o tabelião verifica a autenticidade e a integridade do documento”, informa o CNB.

A autenticação notarial gera um registro na plataforma, com dados do notário ou responsável que a tenha assinado, a data e hora da assinatura, e código de verificação. “O usuário receberá um arquivo em PDF assinado digitalmente pelo cartório. O envio do arquivo poderá ser feito por e-mail, WhatsApp ou outro meio eletrônico”, finaliza.
Share:

Moeda digital do Facebook será lançada em janeiro, diz FT


A criptomoeda libra do Facebook está pronta para ser lançada já em janeiro, informou o Financial Times nesta sexta-feira, citando três fontes envolvidas no projeto.

A Libra Association, sediada em Genebra, que emitirá e administrará a libra, planeja lançar uma única moeda digital lastreada em dólar, disse o FT, citando uma das fontes.

A mudança representaria uma redução nas ambições do projeto em resposta a uma reação regulatória e política.

A libra, anunciada pelo Facebook no ano passado, foi modificada depois que reguladores e bancos centrais de todo o mundo levantaram preocupações de que a moeda poderia perturbar a estabilidade financeira.

A Libra Association, da qual o Facebook é um dos 27 membros, está buscando o sinal verde do regulador dos mercados da Suíça para emitir uma série de ‘stablecoins’ lastreadas em moedas tradicionais individuais, bem como um token baseado em ‘stablecoins’ indexado a moedas.

No entanto, de acordo com o novo plano do órgão, outras moedas lastreadas em moedas tradicionais, assim como o composto digital, seriam introduzidas em uma data posterior, disse o FT.

A Libra Association não respondeu imediatamente a um pedido de comentários. A FINMA, o regulador suíço, não elaborou além de uma comunicado em abril confirmando o recebimento do pedido da Libra para uma licença de pagamento.

Os ‘stablecoins’ são projetados para evitar a volatilidade típica das criptomoedas, como o bitcoin, tornando-os, em teoria, mais adequados para pagamentos e transferências de dinheiro.

Share:

Governo federal libera monotrilho leve que ligará aeroporto de Guarulhos a estação de trem


Com mais de um ano de atraso, o governo federal liberou a construção do “people mover”, monotrilho leve que fará a ligação entre o Aeroporto Internacional de Guarulhos e a estação de trem mais próxima, de mesmo nome, que na promessa do governador João Doria (PSDB) deveria ficar pronta em maio de 2021.
A ideia inicial era que houvesse uma estaçaõ da CPTM dentro do aeroporto, o que foi barrado pela concessionária, a GRU Airport. A estação de trem Aeroporto - Guarulhos hoje fica do outro lado da rodovia Hélio Smidt, a mais de 2 km de distância, e quem desemparca lá precisa pegar um ônibus para chegar aos terminais.
O projeto de ligação do trem para Cumbica dependia de uma negociação entre a concessionária do Aeroporto (GRU Airport, controlada pela Invepar) e o governo federal, dono do contrato, articulação que foi encampada por Doria via secretário de Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy.
Ofício assinado nesta quinta-feira (26) pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, e enviado à Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) inclui a construção do monotrilho leve entre as obrigações da concessionária do aeroporto.
"Com mais essa ação poderemos aumentar expressivamente o volume dos passageiros que há mais de dois anos precisam realizar este trajeto por meio de ônibus e agora vão contar com um transporte ágil e eficiente. Uma obra que não custará nada ao estado de São Paulo e que irá atender a quem vive em São Paulo e a todos que utilizam o maior aeroporto da América Latina", diz Baldy à Folha.

No projeto proposto, o passageiro que chegar à estação Aeroporto da CPTM atravessará uma passarela já existente e embarcará no monotrilho leve. O veículo terá três paradas, uma em cada um dos terminais do aeroporto.

Segundo o mapa apresentado pelos governos federal e estadual, a estação diante do Terminal 1 deverá ficar na área onde hoje ocorre o embarque e desembarque de carros. No Terminal 2, a parada deverá ser entre as alas A e B. No terminal 3, internacional, a estação deve ficar próxima ao prédio do estacionamento do aeroporto.

A GRU Airport, no entanto, ainda pode mudar esse projeto.

Este pode ser o começo do desfecho de uma novela que dura quase duas décadas.

Em 2002, ano de eleição, o governador Geraldo Alckmin (PSDB), em seu primeiro mandato, assinou um convênio com a Infraero para implementar a linha de trem que ligaria a capital a Guarulhos. A promessa era de que as obras começariam em 2003 e ficariam prontas até 2005.

A obra atrasou e, em 2012, o projeto da estação mudou. Se antes deixaria os passageiros na entrada do terminal 2 do aeroporto, a nova estação passou para o outro lado da rodovia, demandando que quem desembarca lá pegue um ônibus para chegar aos terminais de check-in.

O impasse se deu porque, naquele ano, o aeroporto foi concedido pelo governo Dilma Rousseff (PT) à iniciativa privada, e a nova concessionária, a GRU Airport, disse que pretendia usar parte do terreno para a construção de um empreendimento, que poderia ser um hotel ou um shopping, o que inviabilizou a construção da estação de trem.

Para compensar a ausência da estação de trem dentro de Cumbica, a GRU Airport se comprometeu então a fazer um meio alternativo de ligação entre o trem entregue pelo governo do estado, que hoje é feito por linhas de ônibus.

Com a crise econômica no país a partir de 2014, a concessionária não fez o seu empreendimento e nem avançou a ideia das estações dentro do aeroporto, alegando que esses não eram compromissos contratuais.

Quando assumiu o governo, João Doria chegou a chamar de bizarra a desconexão entre a estação de trem e o aeroporto. "Não faz sentido transporte público que não leva até o aeroporto. É tão bizarro que é difícil acreditar que isso tenha sido feito no estado de São Paulo", disse.

A gestão encampou a ideia do "people mover", um monotrilho leve que levaria os passageiros da estação de trem até as portas dos terminais, que seria tocado pela concessionária do aeroporto ao custo de R$ 175 milhões, em troca da redução da outorga anual que a GRU Airport paga ao governo federal.

Ou seja, embora as empresas que farão a obra e a operação sejam escolhidas pela GRU, o governo federal é que deixa de arrecadar para que o monotrilho exista.

Quando anunciou o "people mover" no ano passado, Doria afirmou que as obras começariam em setembro de 2019.

A proposta, no entanto, ficou travada em Brasília, já que o Ministério da Infraestrutura precisava aprovar o projeto da obra. Em setembro deste ano, a pasta disse à Folha que "o processo [de aprovação dos projetos apresentados ao governo federal] segue em tramitação, havendo necessidade de análise, por diferentes instâncias, da documentação relativa à proposta e quanto à comprovação do interesse público do projeto."

"Ao mesmo tempo, seguem as tratativas da Anac [Agência Nacional de Aviação Civil] com a concessionária sobre as condições do investimento no contrato de concessão", disse o governo federal.

Folha de SP

Share:

Artista cria cenas mágicas usando apenas suas pálpebras como tela


Tal Peleg é uma maquiadora incrível que pode transformar as pálpebras em obras de arte mágica. As imagens que ela cria são minúsculas, mas cheias de detalhes e cores.

Sua arte costuma apresentar referências à cultura pop de filmes, programas de TV ou cenas de contos de fadas. Tal mencionou que encontra inspiração em qualquer lugar, desde animais e natureza até questões sociais e saúde mental.

Tal deu uma entrevista para o portal Bored Panda e conta um pouco de sua arte e de sua vida: "Sempre adorei arte e maquiagem, então pintar no olho era minha maneira de misturar essas paixões. Uso a pálpebra como uma tela para contar uma história e inspirar as pessoas. Comecei há muitos anos pintando animais e contos de fadas nos olhos, e com o tempo, minha arte visual tornou-se cada vez mais detalhada e desafiadora. "

Tal contou mais sobre ela: "Eu sou Tal e moro em Israel. Sou casada e tenho um filho de 3 anos agora. A arte sempre fez parte da minha vida e é muito importante para mim criar. Minha jornada artística é longa, e o projeto de arte ocular foi a parte mais longa - cinco anos. Centenas de horas. Tenho muito orgulho disso. " Tal está atualmente trabalhando como designer e experimentando escultura.

“Eu costumava ser maquiadora e brincava muito com maquiagem. No começo, meus looks eram mais abstratos, mas com o tempo, ficaram cada vez mais figurativos e detalhados. Minha parte favorita foi criá-los, adorei cada parte do processo. Minha parte menos favorita era tirá-lo! "

Tal contou que também adora fotografia, design de interiores e gráfico, pintura, desenho e escultura. A arte é obviamente uma grande parte de sua vida. Ela contou mais sobre o processo de criação desses looks de pálpebra: "Primeiro preciso pensar em uma ideia, depois faço um esboço no papel. Depois disso, começo a pintar no olho com maquiagem. Demora cerca de 3- 5 horas, dependendo do nível de detalhamento. Depois que termino, tiro várias fotos (eventualmente escolho a melhor) e tiro a maquiagem. "

A artista também compartilhou mais informações sobre a jornada pela qual ela passou para ser tão boa em maquiagem: “Eu acredito que as pessoas sempre estão se desenvolvendo, então é difícil para mim responder a essa pergunta. Não há um ponto específico em que eu me sinta como 'agora eu' sou bom o suficiente! ' Tive um bom potencial desde o início, quando comecei a brincar com maquiagem na adolescência, e continuei desenvolvendo essa habilidade. Acho que as pessoas sempre podem melhorar ... não importa o quão longe elas cheguem. "

Tal usa a mesma maquiagem que as pessoas usam todos os dias - as mesmas sombras, delineadores, glitter e pincéis. Ela também disse que surpreendentemente, ela quase nunca usa maquiagem na vida real, apenas para fotos. São raras as ocasiões em que ela se encanta. Ela também revelou seu look favorito: “A gata de lã roxa é uma das primeiras obras e tem muito significado para mim por diversos motivos”.

"Houve vários motivos pelos quais parei. Principalmente porque achei melhor parar no topo. Senti que depois de cinco anos, fiquei um pouco cansado disso, e a necessidade de 'entregar' aos meus muitos seguidores às vezes era demais Cheguei a um ponto em que senti que não estava mais criando a partir de um ambiente puramente artístico, como deveria ", Tal nos contou depois de ser questionada por que parou de criar esses looks.

"Em 2013, o portal Bored Panda foi uma das primeiras revistas a escrever sobre minha arte, e eu estava tão animado com isso naquela época! Isso realmente ajudou minha arte a se tornar viral e obter mais exposição, por isso estou muito grato. "

Tal mencionou que ela não faz esses looks de maquiagem há dois anos porque ela mudou para outros projetos. Logo abaixo, deixamos algumas das incríveis artes criadas pela Tal.




































































Artista Tal Peleg
Portal Bored Panda

Share:

Arquivo do blog

Mais recentes